• Senilar Cuidadores

Idosos e a Vitamina D proveniente do sol

Apesar da principal fonte de Vitamina D ser acessível para todos, o sol, a falta dela no organismo é um dos assuntos que preocupam os médicos em todo o País. O que acontece é que a insuficiência da vitamina pode ser um gatilho para diversas doenças como, diabetes, depressão e, principalmente, a osteoporose. A mudança no estilo de vida e a correria do dia a dia são dois dos principais motivos para as pessoas estarem menos expostas ao sol.



Para evitar a insuficiência da Vitamina D, é essencial que aconteçam os banhos de sol. Como a vitamina é produzida após a exposição à luz ultravioleta, é importante lembrar que o uso de protetor solar atrapalha a sua produção e, por isso, é necessário estar alerta e programar o banho de sol entre às 8h e 10h e após às 16h. Idosos, num modo geral, têm a pele mais sensível e a exposição ao sol em horários de picos pode implicar em queimaduras.


É importante que os cuidadores auxiliem os idosos para o banho de sol todos dias. Quem está na melhor idade sintetiza um terço a menos da vitamina D, quando colocado em comparação com os mais jovens. Idosos moradores de instituições e grandes cidades são os que mais sofrem com a falta de exposição ao sol.


Quando falamos em doenças, o déficit da vitamina no organismo também pode trazer problemas. De acordo com Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, a falta de força muscular e o aumento da fragilidade estão diretamente ligadas à falta de sol. O que também acaba aumentando o risco de quedas e fraturas.


A depressão é um dos alertas para a falta de Vitamina D. Estudos mostram que lugares mais frios e com pouca luz podem causar a depressão. O efeito é o mesmo para quem sofre com a falta de vitamina.


Uma matéria publicada pela Veja, dia 19 de dezembro de 2018, mostrou os resultados de uma pesquisa que comprovam que a falta da Vitamina D pode aumentar em 75% o risco de depressão. Segundo a publicação, o caso é ainda mais grave para pessoas mais velhas. “Dado que a vitamina D é segura nas doses recomendadas e é relativamente barata, este estudo contribui para a crescente evidência sobre os benefícios da vitamina D para a saúde”, comentou Eamon Laird, um dos autores do estudo, em comunicado.

PARA MAIORES INFORMAÇÕES

        (19) 3326-1346
contato@senilar.com.br

logo whatsapp.png