• Senilar Cuidadores

Depressão em idosos: convívio social ajuda na prevenção

A expectativa do ser humano de viver mais de 60 anos nunca foi tão grande quanto nos últimos tempos. O crescimento da população idosa atinge níveis elevados e a tendência é que esse número só aumente. É importante que os cuidados e a atenção com essa parte da população mundial sejam efetivos para se evitar doenças que possam minar a expectativa de se viver por muitos anos.



Uma das doenças que mais atinge a população acima dos 60 anos é a depressão. Recentemente, o Estudo Longitudinal da Saúde dos Idosos Brasileiros (ELSI-Brasil), de 2018, financiado pelo Ministério da Saúde, apontou que 14% dos idosos sentem solidão sempre e 29% não têm filhos ou os encontram menos de uma vez no ano. O estudo foi realizado com 7.651 participantes.


Esses dados apresentados pelo ELSI-Brasil servem para mostrar o quão importante é para os idosos a manutenção de suas amizades e a preservação da convivência social. Dessa forma, é possível evitar o isolamento ou apenas o contato familiar. Com base na pesquisa, manter as amizades e o convívio social configura relacionamentos de livre escolha da pessoa idosa, enquanto somente a relação familiar se mostra de caráter obrigatório e, em muitos casos, acarreta em acontecimentos desagradáveis e desgastantes.


A Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), realizada no ano passado, revelou que a depressão acomete 11,1% dos idosos, tendo como faixa-etária de maior proporção a entre 60 e 64 anos de idade. O resultado da pesquisa explica o motivo pelo qual existe uma alta taxa de suicídio entre os idosos com mais de 70 anos. É o que mostrou o primeiro Boletim Epidemiológico de Tentativas e Óbitos por Suicídio no Brasil.


É extremamente importante que os idosos mantenham uma vida social, pois, desta forma, irão fortalecer laços já existentes, além de estabelecer novas amizades. Segundo a coordenadora da Saúde da Pessoa Idosa, Cristina Hoffmann, as relações sociais têm papel fundamental em promover e manter a saúde física e mental dos idosos. “Seja na academia, estudando algum idioma, aprendendo alguma atividade que tenha interesse. É muito importante que eles preservem essas atividades, pois a a participação social contribui para diminuir a sua vulnerabilidade, diminuindo inclusive os riscos para a depressão”.


#SenilarCuidadores #CuidadoresDeIdosos #CuidadosComIdosos #MinisterioDaSaude #DepressaoEmIdosos #ConvivioSocial #PrevenirADepressao

PARA MAIORES INFORMAÇÕES

        (19) 3326-1346
contato@senilar.com.br

logo whatsapp.png